fbpx

Para poder obter a “Détaxe” você deve ser residente em um país que não pertença à Comunidade Européia e gastar no mínimo €175,00 em cada loja onde comprar, num mesmo dia.

Apesar da TVA (IVA) ser na França de 20%, você recebera em média um reembolso menor, pois serão deduzidas as comissões deste procedimento.Você sempre deerá apresentar seu passaporte, assim não o esqueça !

COMO FAZER DETAXE NA FRANÇA

Para obter o reembolso dos impostos são 3 etapas:

1. Na loja – Peça o formulário de reembolso para no balcão “Bureau de Détaxe”, se for uma loja grande, ou no caixa em lojas menores. Nesse momento, além de seus dados, você deverá indicar o modo de reembolso que deseja. Em geral, as lojas trabalham com um parceiro de tax free e darão um “Tax Refund Check” que facilita sua vida, pois será mais simples… mas o procedimento continua o mesmo se a loja o fizer diretamente ! De toda maneira, receberá um recibo de exportação o qual deverá ser carimbado pela alfândega do aeroporto.

2.  No aeroporto – No último pais de sua viagem à Europa, vá ao balcão da Alfândega, antes do check-in, com as compras, as notas fiscais respectivas e seu passaporte para carimbar o formulário ou o cheque (à notar que às vezes pedem o bilhete, para verificar se você vai viajar mesmo !).  O procedimento de validação é rápido, pois pode ser feito no blacão ou através leitura óptica de códigos de barra PABLO (Programme d’Apurement des Bordereaux de vente en détaxe par Lecture Optique des codes barres)

Esta etapa tem que ser feita no máximo 3 meses da datas das faturas das compras, senão você perde o direito ao reembolso.

Nota: se você fica em Paris mais tempo e vai várias vezes a uma mesma loja em dias diferentes, comprando no mínimo € 175,00 por dia, eles aceitam de fazer o formulário da détaxe de uma só vez, com varias notas fiscais, contanto que você esteja no prazo de 3 meses. Para evitar filas e tempo perdido…

3. Reembolso – Após o carimbo da alfândega, o pedido de reembolso deve ser feito em 6 meses, como segue:

a. Cartão de crédito ou cheque: envie os documentos com o envelope pré-pago pelo correio e espere o pagamento. Nesse caso, você só faz 1 fila no aeroporto !

b. Pagamento em qualquer moeda em cash: neste caso, dirija-se ao balcão de “Bureau de Change” não muito longe (informe-se com a Alfândega), que tem um acordo de reembolso com as empresas de tax free parceiras das lojas, seja a Premier Tax Free (clique aqui) ou a Global Blue (clique aqui). O “Bureau de Change” guardará as vias deles dos formulários e/ou cheques carimbados antes de reembolsá-lo. Nesse caso, você não precisa enviar o envelope por correio com os documentos (verificamos este ponto junto às empresas).

Uma variante da opção em “cash” existe, pois algumas lojas oferecem o procedimento de deduzir o valor de 12% imediatamente na hora da compra ou você pode ir num “Bureau de Change” na cidade e pegar o cash, antes de passar na Alfândega. Mas, nesses 2 casos não esqueçam de enviar os formulários carimbados pelo correio, senão vão ter um débito em seu cartão de crédito depois … Afinal, o que conta é o carimbo da Alfândega !

 

DICAS PARA A DETAXE

  • Sempre coloque as suas compras em um lugar de fácil acesso, talvez seja necessário apresentá-las na hora da validar seu formulário de reembolso.
  • Duty-free, Premier Tax Free e Global Blue : nos grandes aeroportos encontram-se terminais eletrônicos equipados, multilíngues, com leitor de código de barras
  • Nas grandes lojas de departamento, como o Le Bon Marché,  as Galeries Lafayette ou o Printemps, são as melhores opções para atingir o valor mínimo do détaxe, comprando tudo o que quer em um só lugar, além de terem um espaço dedicado à detaxe.
  • Mesmo se as lojas propõem pdesconto imediato, não esquecer de validar o recibo pois senão vi ter a surpresa de ver o valor deduzido de seu cartão …

<