O mercado das Pulgas e antiquarios de Saint-Ouen, do lado de Paris, ou seja, o  Marché aux Puces de St. Ouen ocupa 7 hectares e é hoje o maior do mundo. São em torno de 400 stands de antiquários, galerias de arte, lojas de design e “brocantes”.

 

Visita do Mercado das Pulgas

Os melhores dias para ir são: na sexta-feira de manhã para cruzar os profissionais de arte, no sábado de manhã para “chiner” e flanar e na segunda-feira durante o dia é o dia de compra. Sábado à tarde e domingo é gostoso, mas tem muita gente e é mais para passear …

mercado das pulgas

 

Os diferentes mercados de antiquários

Existem vários mercados e os mais bacanas são o Paul Bert & Serpette.

Criados por Alain Serpette são, sem dúvida, os mais seletivos e uma referência internacional onde você encontra peças de primeira qualidade, que sejam peças de antiquários ou mais recentes, anos 20/30 ou pós-guerra. Veja o site deles para mais informação: www.paulbert-serpette.com e, sobretudo, o instagram deles que mostra bem a variedade de objetos: www.instagram.com/paulbertserpette

marche serpette pulgas paris

serpette

Outro mercado que vale a visita é o Biron. Foi criado em 1925 e tem 220 stands. Muito conhecido por aqueles que gostam de Art Déco.

No mercado Mallassis, no Stand 76, fica os “Établissements Lefaucheux”, uma caverna de Ali Baba onde se encontra uma escolha enorme de produtos para conservar ou restaurar todo tipo de material: bronzes, cobres, couro, pisos, móveis, etc. Poderá salvar a vida de um objeto que você adora !

 

Mercado das pulgas de roupas

Existe, claro, o mercado mais popular com roupas de todos os tipos, este fica perto do metrô Porte de Clignancourt, pelo qual as pessoas normalmente chegam. No entanto, aqui fica a maior dica: evite esse metrô e essa região que é bem popular, suja e feia !

Como chegar em Saint-Ouen

Prefira chegar pelo metrô Garibaldi, andar 5 minutos a pé em ruas praticamente vazias (andar até a rue des Rosiers), e voce se depara rapidamente com o Marché Paul Bert / Serpette, do bom lado. Muda toda a impresso inicial …

 

serpette paul bert

 

Informações práticas

O Marché aux Puces abre nos seguintes dias:

– sábado, das 9h as 18h
– domingo, das 10h as 18h
– segunda-feira, das 11h as 17h

Marché Paul Bert

96, rue des Rosiers ou 18 rue Paul Bert em St. Ouen 93400

Marché Serpette

110, rue des Rosiers em St Ouen 93400
www.paulbert-serpette.com

Marché Biron

85, rue des Rosiers em St Ouen 93400
www.marchebiron.com

Marché Malassis

142, rue des Rosiers em St. Ouen 93400

 

Restaurantes no Marché aux Puces

Depois de “chiner” (garimpar) nas lojas de antiguidades, pense em almoçar no charmoso bistrôt Le Petit Landais (96, Rue des Rosiers), no gastronômico La Puce (17, Rue Ernest Renan), no clássico e rústico Le Relais des Broc’s (24 Rue Jules Vallès)no Gastropodes (17 Allée des Rosiers), um pequeno bistrôt informal e gostoso no marche Dauphine ou no Le Voltaire (1 rue Voltaire).

gastropodes

O restaurante mais badalado do Marché, mais pela gente bonita do que pela comida (apesar que o hamburger é bom ..), é o fashionista Ma Cocotte, decorado por Philippe Starck  (106, rue des rosiers – sem reserva, fazer fila, deixar o nr de telefone e te chamam).

                                                    Macocotte2 MaCocotteterrace

Outra opção simpática, descontraída e com boa cozinha é o café Paul Bert (20 Rue Paul Bert), sempre concorrido e cheio …

 

PaulBert Café

Saindo do restaurante e se dirigindo para a rue des rosiers, tem umas 3 casas com lojas de decoração,  o que é bacana destas casas é na primavera pois ficam cheias de glicinas. Um charme.

E, não deixe de passar no espaço Village Vintage que está muito bacana, no 77-81 rue des Rosiers, em Saint-Ouen, como um pequeno vilarejo do tipo “shabby chic”, aberto apenas no fim de semana.

espaco habitat

L Eclaireur Mercado das pulgas

2016-02-27 15.56.52

E, sugestão, deixe o café para as mesinhas de fora do village vintage, no La Buvette.

maison-burger-saint-ouen

Esse village foi criado pelo pessoal do L’Eclaireur, o conhecido concept store parisiense. Ali você encontra o que eles chamam “arquivos contemporâneos”: uma seleção de roupas e acessórios ou de objetos design que contam uma história, de séries limitadas ou exemplares únicos.

A loja Mademoiselle Steinitz se instalou nos conhecidos ateliers Steinitz, que foram antiquários conhecidos, e propõe uma rara seleção de objetos e móveis de época e, claro, um canto bem grande de roupas de alta costura totalmente vintage.

O show room Habitat 1964 tem mais de 400 m2 com todos os móveis da marca desde sua criação, objetos da época.

La Galerie Gam, que é especializada em móveis do séc. XX traz os grandes nomes do design do anos 1950 aos 1970: Jean Prouvé, Charlotte Perriand, Serge Mouille…

galerie-gam-habitat-vintage-x-the-good-old-dayz-2

Vai anotando, a rue dos Rosiers e o mercado das pulgas de Saint-Ouen vão se transformar num spot concorrido, no estilo dos londrinos, só falta saber se mais para o estilo Shoreditch ou o de Portobello. A diferença vai ser certamente a gastronomia, que não devera ser internacional, afinal estamos na França … só esperemos que guarde a autenticidade.

Prova disso, as galerias estão começando a se instalar na região, como por exemplo a Until Then, do pessoal que trabalhava na galerie Yvon Lambert que se instalou  num galpão no 77, rue de Rosiers … além de ter cada vez mais galerias de arte contemporânea ou com com design dos anos 50-70, e por ai vai !

2016-02-27 15.57.21

2016-02-27 15.58.33

E, para os que gostam de um restaurante das antigas, com musica típica francesa e espirito “bonne franquette”, sempre tem a tradicional “guinguette” dos anos 30, o Chez Luisette (130, av Michelet), um pouco “bastante” para turista nostálgico de outras épocas, mas vale dar uma olhada, já que fica no mercado Vernaison, que na realidade é o verdadeiro Mercado das Pulgas, com lojinhas de todo o tipo vendendo objetos de todos os estilos, claro, bem mais baratos do que os dos outros mercados que mencionamos acima …

luisette pulgas

 

Mapa do mercados

Abaixo um mapa para você se localizar:

 

Hotel

A mais recente novidade de Saint-Ouen é a abertura do Hôtel MOB, por Cyril Aouizerate, que optou por um projeto clean e apurado, quase monástico, sem televisão e privilegiando a leitura, com uma imensa livraria à disposição dos clientes.  O restaurante que vai se transformar em um novo hit do March de St Ouen, é locavore et vegan. Um pouco fora de mão, a nao ser que seja um aficcionado de mercados de pulgas ou um colecionador de antiguidades e design. Veja mais aqui: www.mobhotel.com/paris (4-6 rue gambetta  93400 SAINT OUEN)

<